Antônio Lopes comemora título e já fala sobre trabalho para 2016

09/01/2016
Antônio Lopes, gerente de futebol do Botafogo, já conquistou muitos títulos importantes na sua carreira no futebol. Após o time alvinegro ter sido campeão da Série B, o dirigente conversou com a reportagem da Super Rádio Tupi e afirmou que foi mais um título importante para colocar no seu currículo.
"Acho que esse título veio para enriquecer mais o meu currículo. Já tenho cinco títulos nacionais, quatro do Campeonato Brasileiro e uma Copa do Brasil. Estou vibrando com essa conquista, foi muito bom para o Botafogo, está todo mundo feliz."
O dirigente também falou sobre a montagem do elenco para esse ano, que apesar de pouco dinheiro, conseguiram contratar bons jogadores para o time.
"Não foi muito difícil. Quando estávamos selecionando o grupo de jogadores que íamos trabalhar em 2015, procuramos selecionar com o perfil que a gente queria, com comprometimento. Procuramos atletas que não estivessem com muito grana, pois esses jogadores às vezes não se aplicam, não ficam focados para o objetivo que o clube tem. Tinha que ser jogador que queria consolidar ainda a sua posição na carreira como jogador de futebol. Demos sorte nas escolhas, quase não erramos. O orçamento era pequeno para o futebol, procuramos ser sinceros com o jogador, e isso acabou dando certo."
Peça importante para o clube, Jefferson renovou com o Botafogo para ajudar o time na luta para retornar para a Série A. Antônio Lopes falou sobre a importância do goleiro nesta temporada.
"Sem dúvida nenhuma Jefferson foi muito importante. A renovação do contrato foi ponto crucial para que o Botafogo pudesse alcançar o que queria, que era a volta à Série A. Isso foi o primeiro ponto. Jefferson topou em ficar para ajudar o clube. Pelo profissional que é, caráter excepcional, contribuiu muito para o time. É um líder, o grupo todo gosta dele, é um exemplo de atleta e ser humano."
Agora, a diretoria do Botafogo já pensa na temporada de 2016. Antônio Lopes afirmou que o objetivo é ficar com uma base sólida, com os jogadores que se destacaram esse ano.
"Nossa política é essa. Vamos procurar ficar com uma base boa, com os jogadores que mais se destacaram e produziram durante toda a temporada. Muitos jogadores já estão sendo cobiçados por outros clubes. Vamos fazer de tudo para mantê-los aqui."