Antonio Lopes é eleito o segundo melhor executivo do futebol brasileiro

Profissional agradeceu ao Botafogo pela premiação
19/05/2017

       OBRIGADO BOTAFOGO!!!

 

Duas imensas emoções ocorreram na minha vida nessa semana: a classificação do Botafogo para as oitavas de final da Taça Libertadores e a minha indicação como segundo melhor executivo de futebol do país em 2016.  

 

         A primeira alegria veio como confirmação da seriedade e competência do trabalho que vem sendo realizado desde dezembro de 2014. Muitas barreiras foram transpostas desde aquela época. O clube se encontrava em uma situação financeira caótica. Possuía menos de dez jogadores no elenco, havia sido rebaixado para a segunda divisão nacional, tinha feito sua pior campanha da história em campeonatos estaduais e o desafio era imenso. Vieram, em sequência, resultados administrativos maravilhosos, com conquistas importantes dentro do campo, que foram ocorrendo paulatinamente: campeão da Taça Guanabara; finalista duas vezes do campeonato estadual; campeão da Série B; e uma campanha surpreendente, para muitos, no Campeonato Brasileiro, que nos levou à principal competição da América do Sul. Chegou o ano de 2017 e, novamente desacreditado por muitos, nos classificamos para a Taça Libertadores, após superarmos dois clubes tradicionais do continente e ex-campeões do torneio. Entramos em um grupo que era considerado dos mais difíceis, tendo inclusive o campeão da última edição. A torcida proporcionou verdadeiros shows em todos os jogos no Rio de Janeiro e acabamos conseguindo uma classificação emocionante, com uma rodada de antecedência .  


           A segunda alegria é de âmbito pessoal, mas quero dividir com todos os que me ajudaram desde a minha chegada ao clube em um dos últimos dias do ano de 2014. No fim do ano de 2011 decidi me aposentar da carreira de treinador. Resolvi voltar para a sala de aula e mesmo com toda a minha experiência, considerava importante fundamentar algumas questões de Gestão. Tinha também trabalhado nesta função por dois anos na CBF, quando conseguimos ser pentacampeões mundiais em 2002. Durante todo o ano de 2012 fiz o curso da IAJ, especializado em Gestão Esportiva. Em 2013, o presidente Petraglia, a quem também agradeço muito, me chamou para ser o gestor de futebol do Atlético Paranaense e trabalhei lá por quase dois anos, até chegar ao Glorioso em Dezembro de 2014. Fiquei muito emocionado com a conquista desse prêmio e quero agradecer à todos que me ajudaram desde a minha chegada ao clube: treinadores, comissões técnicas, diretores, funcionários e atletas. Agradecer em especial aos torcedores alvinegros, que sempre me apoiaram bastante, e ao presidente Carlos Eduardo Pereira, que é o grande responsável pelo ressurgimento do clube. 


Antonio Lopes